História da Borboleta

Leia mais

Inscreva-se no YouTube

Leia mais

Pesquisa de Público

Leia mais

Ganhe 10% de desconto usando o código Carina Rocha

Leia mais

Anuncie

Leia mais

26 janeiro 2016

Eu me corto - Automutilação


Olá meus amores, hoje quero falar sobre o vídeo que está bombando no canal.

Eu recebo algumas mensagens de meninas que recorrem à automutilação para aliviar a dor, angústia, tristeza, enfim.

Isso é um assunto super sério e delicado. Por isso resolvi fazer o vídeo e trazer um post muito especial falando um pouco desse assunto.


Isso tem acontecido cada vez mais no meio dos jovens e adolescentes, é mais comum começar na adolescência.
A crise de transição da idade, o famoso "ninguém me entende", e a pessoa começa a se fechar perante todas as dificuldades que aparecem. A dor pelos julgamentos, pelas palavras, é tanta, que ela precisa fazer algo para aliviar.
E então ela provoca dor em si mesma, como uma forma de fugir da realidade, da dor, aliviar a angústia.

Quem se corta tem tendência suicida sim. Você achar que isso é coisa de adolescente, que está querendo chamar a atenção (e está mesmo, mais pra frente falamos sobre isso), que isso logo vai passar. Cuidado! Pode ser tarde demais.


A pessoa que se corta pensa:
"Não adianta falar, ninguém me entende!"
"Ninguém sente o que eu sinto, nem sabe o que eu passo!"
"Eu não tenho depressão, meu problema é ninguém me amar!"
"Sou sozinho!"

Entre outros pensamentos parecidos.



Na maioria dos casos são problemas relacionados com a família, brigas com os pais, e em outros são problemas na escola e com amigos.
Pessoas que se sentem rejeitadas pela aparência, por ter ideias formadas e não serem aceitas.
Então, a pessoa se isola, chora escondido, começa com apertos, arranhões, e então o primeiro corte.

Usar mangas longas, camisetas mais compridas, tudo para tentar disfarçar ou tampar os cortes.

Na verdade, o que você quer é atenção e carinho dos seus pais (eu disse que falaríamos disso mais tarde), você só quer que eles te ouçam, te entendam, te ajude.

Muitos pais quando descobrem, acham que o filho é louco e doente. Na verdade ter atitudes ruins só piora tudo. O que a pessoa que se corta precisa é de compreensão, e não ter seu problema exposto.



Após o primeiro corte, fica difícil parar. Acaba se tornando um vício.
Qualquer gatilho para levar à tristeza, já faz com que a pessoa se corte.
E quando menos percebe, não consegue mais sair disso, não tem coragem para pedir ajuda (não são todos os casos).

A dor não é só sua. Todos à sua volta sofrem também. Sei que é difícil confiar nas pessoas, mas existe alguém em quem você pode confiar: JESUS!




Deus ama você tanto, que deu o filho dele (Jesus) para te salvar.
Ele não quer que você machuque seu corpo procurando alívio, Ele é o alívio que você procura.
Jesus disse que todos que estiverem cansados e se sentindo sobrecarregados, que fossem até Ele que Ele aliviaria.

Jesus é a libertação que você procura. Ele é a verdade que liberta.
Ele te ama, te compreende, e está de braços abertos esperando você ir ao encontro dEle.




Recebi algumas mensagens perguntando: E se a pessoa for cristã, mas ainda assim se cortar?

Quando alguém cristão faz isso, está dizendo: Jesus, seu sacrifício na cruz não foi suficiente. Você me amar não basta.
Ao aceitar a Cristo, somos uma nova criatura  e as coisas velhas se passaram e tudo se faz novo (2 Corítnios 5:17).
Dizemos: Não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim (Gálatas 2:20).
A diferença dos termos EM e COM é que um dá o sentido de DENTRO e o outro de PERTO.
Se Cristo vivem EM você, então em seu lugar o que Ele faria?

Jesus está esperando por você. Ele quer te libertar. Ele não quer que você sofra mais.

Você é capaz de colocar um fim nisso hoje. De tomar a decisão de mudar e ir na direção de Cristo. De dizer: "Jesus, venha viver EM mim, mude minha vida, me liberte! Eu quero parar de sofrer"

Você não está sozinho. Nunca esteve.
Ainda que sua mãe se esqueça de você, te "abandone", Deus nunca vai te abandonar (Isaías 49:15).

Leia Salmos 46.








7 comentários:

  1. conheço uma pessoa que fazia isto. É muito triste.
    Post no blog dando uma dica como conseguir uma parceria com a Shein.
    Tem SORTEIO de macaquinho SUPER DIVO no blog Participe
    BLOG: Estilo.Quem tem?
    BLOG DA FILHOTA: Coisas de Meninas visite-a para incentivar por favor.
    Seja um afiliado Egrana e ganhe dinheiro na internet de um jeito bem fácil.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, muito bom esse post viu! Bem forte, as vezes de outras maneiras também dizemos indiretamente que o sacrifício de Jesus não bastou, é triste.
    Tinha um amigo que se cortava, todos a volta dele ficavam tristes, não só ele...é algo complicado de tratar, a pessoa precisa voltar a ver que os outros a amam e que além de tudo Deus a ama incondicionalmente!
    Essa situação está muito ligada com a autoestima.

    Muito bom, que esse post ajude quem precisa!
    bjos
    http://aninhamorando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. Verdade, a autoestima está super ali, pois a forma como alguns enfrentam os problemas é diferente de outras pessoas. Ter desentendimentos na família então, é grave.
      Obrigada por visitar o blog. Beijinhos. ♥

      Excluir
  3. foi bem forte e preciso esse vídeo/post Carine, muitas meninas tem essa atitude de se martilizar, só Deus mesmo
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Ana, e espero poder ajudar muitas pessoas que sofrem com isso.
      Beijinhos.♥

      Excluir
  4. eu iria ler o texto a até o final, mas começou com cristianismo, e não curto, nada contra, pode ajudar alguns mas nem todos

    ResponderExcluir